Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezoito e quarenta

LISBOA EM FESTA

08.06.18

Ice Cream Party.jpg

Ainda que São Pedro esteja a dificultar a nossa vida (irra, já ninguém aguenta este tempo!), Lisboa já cheira a sardinha, a caldo verde, e a chouriço assado. Já não há bairro que não tenha bailarico, já não há vizinhos que não dividam os seus grelhadores, e claro, já se torna difícil arranjar lugar, nas típicas mesas corridas, debaixo das grinaldas e balões de papel colorido.  

 

O ponto alto é a noite de 12 de Junho, mas durante todo o mês de Junho, a cidade de Lisboa está em festa! E que bonita que estás, Lisboa! 

 

Já espreitaram as sardinhas vencedoras deste ano? Eu apaixonei-me por esta, que coloquei na imagem, da artista checa Anna Kocova. Acho que além de muito elegante, representa bem a alma de um pescador português. 

 

Confesso, que não sou pessoa de grandes confusões, e que às vezes o ambiente da festa se torna, no mínimo, clautrofóbico, mas a verdade é que o ambiente dos Santos não passa ao lado a ninguém. São milhares de pessoas nas ruas, não há ninguém que não cante as centenas de músicas populares e Lisboa não tem ordem para dormir. Por isso mesmo, na terça lá vamos nós percorrer a cidade!!  

 

Por aqui, normalmente começamos na Graça, descemos até Alfama e acabamos a noite na Bica. E como é para andar, a minha regra número um é simples, arrumam-se os saltos, as sandálias (que as pisadelas são mais que muitas) e digo olá a um par de ténis confortáveis, os all star, por exemplo, são uma boa opção.  

 

Se a ideia for poupar os pés para um bailarico, descobrimos onde ficam os melhores arraiais, as melhores sardinhas ou a melhor sangria, no guia para os Santos Populares da Time Out

 

Ao peito, e porque um apontamento alusivo é sempre giro, levo um dos meu colares favoritos, o meu Santo António de prata da Lisbon Lovers. Por fim, e como não sou pessoa para superar a dífícil tarefa de carregar um manjerico de verdade durante toda a noite de santos, estou a pensar seriamente em ir à Vida Portuguesa buscar o manjerico em cerâmica

 

E por aí? São pessoas para todos os encontrões e pisadelas desta vida, ou nem das sardinhas e da música pimba gostam? Contem-me tudo.