Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezoito e quarenta

10 COISAS SOBRE MIM

05.06.18

DSC03236.JPG

Se há coisa que eu gosto quando acompanho um blog, é ir conhecendo a pessoa por detrás dele. Afinal, somos tão mais do que aquilo que escrevemos e aquilo que escolhemos partilhar. Por este mesmo motivo, hoje trago-vos 10 coisas, que provavelmente não sabem, sobre mim. 

 

1. Amo fazer anos

Verdade, verdadinha. Desde sempre que adoro o meu dia de anos e faço questão de o comemorar sempre em grande. Não me contento só com um jantar com ele num restaurante que há muito quero conhecer. Não me contento só com um churrasco em casa com todos os meus amigos. Não me contento só com um almoço de familia. Não me contento só com um presente da minha wishlist... Tenho que ter isto tudo, percebem? O jantar com ele, o churrasco com o amigos, o almoço de familia e se possível, todos os presentes da wishlist! Como é que consigo tudo isto num só dia? Ora não consigo, e por isso mesmo faço sempre uma festa de 3 dias.

 

2. Durmo muito 

E adoro dormir. E fico um bocadinho chateada quando tentam argumentar comigo que é uma perda de tempo. É que pessoas, é tudo uma questão de opção, e eu opto (em consciência, juro) dormir as minhas dez horas durante o fim de semana. Sim, dez horas, e é quando não são doze. E não, não é depois de uma noitada de copos ou de correr a maratona, é depois de uma semana normal a dormir entre 6 a 8h por noite. Eu gosto de dormir e fico muito feliz quando posso dormir muito tempo. 

 

3. Sou apaixonada por papelarias desde sempre

Eu sempre fui aquela criança que adorava Setembro, o regresso a escola, a escolha dos novos cadernos, o renovação da colecção de canetas, a eleição do novo estojo... Enfim, tudo isso! Os anos foram passando e eu nunca deixei de namorar todo o material de escritório. Hoje em dia tenho uma lista gigante de marcas de stationary que adoro e de onde compro muita coisa: cadernos, agendas, postais, planners. Enfim, perco um bocadinho a cabeça (e a carteira)! 

 

4. Preciso de adormecer e acordar na paz do campo mas Lisboa será sempre a minha cidade 

Lisboa é a minha alma. É com Lisboa que consigo curar as minhas feridas e continuar a desafiar-me. Preciso de Lisboa todos os dias. Mas é na minha casa, no campo, que me consigo ouvir, me consigo ler, e conhecer-me profundamente. É o silêncio do campo que me faz dormir com fé e acordar muito feliz. São 40 minutos (que fazemos diariamente) que separam o nosso campo e Lisboa, mas são também 40 minutos que nos organizam e nos equilibram.

 

5. Sou viciada em gomas

Podem ficar com o chocolate, com os rebuçados e com as pastilhas elásticas mas por favor não me tirem as gomas. E que gomas, Ana? Todas. Tenho o meu top, claro. Se puder escolher que venham as cerejas, os fios (que raramente encontro em Portugal) e as amoras. Mas juro que não sou esquesita, devoro um pacote muito rapidamente. .

 

6. Passo a vida a espirrar

Não sei se estou constipada, se é alergia, se é renite, se é sinusite ou se é septo nasal que está desviado. Não sei e há muitos e largos anos que evito uma consulta de otorrino ou de imunoalergologista. É que já aprendi a viver assim, já conto com a renda mensal de pacotes de lenços e, como sempre digo, amanhã já estou fina.

 

7. Passo a vida atrasada

É muito comum as minhas respostas passarem por "já vou", "já faço", "estou quase a chegar", "dá-me mais 10 minutos", "desculpa, estou atrasada". Pronto, é isto. Um dia vou conseguir mudar (ou não).

 

8. Vibro com o Natal como uma criança 

Como eu amo o Natal. Tudo me parece mais bonito do Natal. É o frio, as luzes que enchem as ruas, a Árvore de Natal que ilumina a casa, as azevias de grão da minha mãe, os embrulhos que nunca acabam, as músicas que ouvimos sempre, o anúncio da Coca-Cola e do Azeite Gallo, o retorno a casa de tantas famílias, as mesas cheias, os jogos de tabuleiro, o calendário do advento, ... Não há nada que eu não goste no Natal!

 

9. O meu único crush é o Harry Windsor 

Pois é, enquanto mais de meio mundo suspirava pelo William e achavam o Harry um cenoura com a mania que era esperto, aqui a Ana sempre foi dele que gostou. Lembram-se do hi5 no seu tempo de glória? Lembram-se daquele campo que nos perguntava quem é que gostavam de conhecer? É verdade, a minha resposta sempre foi a mesma: Harry Windsor. 

 

10. Não faço fretes 

Não consigo, não faz parte de mim. Tenho francamente muita pouca paciência para coisas ou pessoas que não gosto. Não é por mal, não é por me considerar mais ou melhor, não é nada disso. É simplesmente por achar que é uma perda de tempo, é um tempo que não vou conseguir usufruir e ser feliz. E depois a verdade é que eu não consigo disfarçar, a minha cara e a minha postura corporal são demasiado fáceis de avaliar, e por isso não vale a pena ir contra vontade. Acreditem, não vale mesmo. 

 

E agora que chegamos ao fim, digam-me acham que chegam estas 10 coisas sobre mim ou vale a pena pensar em mais 10 para partilhar com vocês?

17 comentários

Comentar post